segunda-feira, 15 de outubro de 2012

"A Beleza da Simplicidade" manipulada

"A Beleza da Simplicidade" - o filme que manipula a geografia das ruas da capital para criar uma mega avenida fantasma. É este o marketing que temos? Será que não existe em Portugal beleza suficiente para ser turisticamente promovida?

Em complemento à notícia, publicada aqui, acerca do prémio atribuído ao filme promocional de Portugal "A Beleza da Simplicidade", no Festival Internacional de Filmes de Turismo e Ecologia da Sérvia, resta agora dar conta da polémica que o mesmo está a provocar. Isto porque algumas imagens de Lisboa foram manipuladas, de forma a inventar uma nova avenida na cidade, substituindo a Rua Braancamp e repetindo não só os jardins do Parque Eduardo VII, como também a rotunda do Marquês de Pombal, de onde apenas a estátua foi apagada.


Fonte: http://expresso.sapo.pt/lisboa-adulterada-no-video-do-turismo-de-portugal=f755674

Pedro Rocha, engenheiro eletrotécnico, conseguiu identificar esta estranha cidade de Lisboa, erro que, supostamente, ainda não era do conhecimento do Turismo de Portugal. A entidade pede agora esclarecimentos à produtora do vídeo, a Krypton Filmes. Ainda assim, como se não bastasse a alteração da geografia de Lisboa, uma fonte do Turismo de Portugal afirmou, segundo o Semanário Expresso, tratar-se de "uma ínfima parte das imagens, não interferindo no valor estético e promocional" do vídeo. 
E assim se promove turisticamente um lugar... Tal como se pode ler na notícia do Expresso, vale a pena, agora, perguntar: Onde estão os limites éticos do marketing?

Mais detalhes em: